velorio-online-luto-curitiba

Saiba como funciona o serviço de velório online da Luto Curitiba

Não é de hoje que os rituais de despedida são fundamentais para o processo de elaboração do luto saudável. Ainda que existam diferenças culturais e religiosas ao redor do planeta, o objetivo desse acontecimento tem dois fatores em comum: prestar as últimas condolências ao ente querido e oferecer acolhimento aos mais próximos.

No entanto, a chegada da Covid-19 impôs restrições em diversas atividades, limitando, até mesmo, a quantidade de pessoas e a duração das cerimônias de passagem. Para minimizar a solidão causada pela ausência de amigos e familiares, a tecnologia chegou como uma forma de aproximar os enlutados, ainda que virtualmente.

Continue a leitura e entenda como funciona o velório online e por que essa novidade veio para ficar.

Para além da pandemia  

O velório virtual foi desenvolvido há alguns anos, mas o serviço ganhou maior importância durante a pandemia. Como mencionado no início deste artigo, o tempo de despedida foi drasticamente reduzido, em razão do alto risco de contágio pela doença, além da limitação de participantes.

Ainda que essa tecnologia seja pensada apenas para o período de distanciamento social, ela promete continuar mesmo após o fim da crise sanitária, como uma opção para atender aos familiares que moram longe ou àquelas que não têm a possibilidade de participar presencialmente do último adeus (por falta de condições financeiras ou problemas de saúde, por exemplo).

Além de encurtar distâncias, a transmissão online é importante para que as pessoas próximas possam compartilhar a dor do luto e honrar a memória do ente querido. Dessa forma, o setor de death care tem se adaptado às novas soluções digitais, com o objetivo de minimizar a solidão e proporcionar um atendimento humanizado aos clientes.

Como funciona o velório virtual?

Todos os associados(as) que optarem pela realização da cerimônia de despedida no Memorial Luto Curitiba terão à disposição o serviço de velório virtual, de forma totalmente gratuita. Toda a infraestrutura foi planejada para oferecer a melhor experiência aos familiares, aproximando-os e fazendo com que se sintam fisicamente presentes no local.

Por meio de câmeras instaladas por toda a sala de velório, os participantes têm a oportunidade de assistir a despedida na íntegra e prestar as devidas condolências, tudo isso em tempo real. Também é possível assinar o livro de presença digitalmente, enviar mensagens de apoio e até mesmo fotografias que relembrem a trajetória do ente querido.

Entenda passo a passo como participar do velório online:

– Os familiares devem acessar o site (www.lutocuritiba.com.br/velorio-online) e selecionar o nome do falecido.

– A cerimônia online é restrita aos mais próximos. Desse modo, todos que quiserem participar receberão uma senha para desbloquear o acesso e acompanhar a transmissão com total privacidade e segurança.

– Parentes e amigos de longe também terão a oportunidade de enviar arranjos e coroas de flores, como uma forma de homenagem ao ente que se foi. O pedido será realizado por meio do WhatsApp e entregue no local do velório.

Mesmo que realizada de forma online, a homenagem póstuma é de grande importância para a compreensão do luto. Através de uma despedida digna, a família tem a oportunidade de celebrar a memória de quem se foi, ao lado das pessoas queridas.

Saiba mais em nosso artigo: Qual é a importância das cerimônias de despedida para a elaboração do luto?

Outras maneiras de expressar o luto

A pandemia da Covid-19 transformou o processo de perda de um ente querido em um momento ainda mais doloroso e solitário – devido às medidas restritivas para a contenção da doença em todo o mundo. A falta de abraços, carinho e suporte, atrelados à impossibilidade de realização de uma despedida à atura da pessoa que se foi, acabam tornando a trajetória do enlutado ainda mais pesada.

Para suprir minimamente a ausência do conforto físico e emocional proporcionado por amigos e familiares, novas formas de expressar o luto foram criadas como forma de amenizar o sofrimento e contribuir para a construção de outros significados.

Conheça 4 maneiras de ritualizar o luto:

1. Plantando uma árvore

O plantio de árvores tem sido uma das maneiras encontradas por muitas famílias para perpetuar a memória de um falecido, por meio do cultivo de uma nova vida. No Bosque das Memórias, localizado no Metropolitano Cemitério Parque, é possível plantar na cabeceira do jazigo espécies como cerejeira japonesa, manacá da serra, quaresmeiras, extremosas, aroeira salva, dentre outras opções de preferência (desde que aprovadas pela direção do espaço).

O Bosque da Saudade é outro exemplo que merece destaque. O projeto foi idealizado pela Prefeitura de Canoas em homenagem às vítimas do Coronavírus na cidade. No local, foram plantadas 1,5 mil mudas, simbolizando cada uma das pessoas que perdeu a vida para a doença.

2. Em palavras

A escrita é considerada um excelente exercício para reorganizar sentimentos e manifestar emoções que, por vezes, estão sendo reprimidas. Segundo a pesquisa “A escrita como recurso terapêutico no luto materno de natimortos”, o ato de escrever pode contribuir para a prevenção de doenças, colaborando com a saúde física e mental.

Qualquer tipo de escrita vale: pode ser uma carta, um livro, um poema ou até mesmo um simples diário. O mais importante é colocar em palavras como se sente ao longo do processo de elaboração da perda. O memorial Inumeráveis é um dos projetos que registra, em forma de prosa, cada uma das vítimas de Covid-19 no Brasil.

Leia também: Como lidar com a perda gestacional e neonatal?

3. Através da pele

Diversas pessoas têm registrado na pele imagens, palavras ou símbolos que eternizam a passagem de alguém muito especial. As tatuagens memoriais estão se tornando cada vez mais populares, transformando a dor da perda em uma lembrança repleta de afeto e saudade.  

4. Por videochamada

Com a restrição dos rituais religiosos, as famílias passaram a se reunir com os mais próximos por meio de videoconferência para a realização de orações, preces ou atos simbólicos. Independente da religião, o mais importante é ter um espaço de acolhimento para compartilhar histórias, relembrar bons momentos e prestar solidariedade ao enlutado.

Essas saudações podem ser realizadas ao longo do velório online ou em uma outra oportunidade que a família achar conveniente.

As despedidas virtuais tomaram conta até mesmo do universo esportivo. Um dos exemplos mais recentes foi do velório do maior ídolo do futebol argentino, Diego Maradona, transmitido online para todo o planeta.

Como se comportar em velórios e funerais?

Presença virtual também conta

Infelizmente, ainda não é possível reunir fisicamente todos àqueles que amamos, mas simples atitudes como atenção, carinho e cuidado podem ser demonstradas à distância. Confira algumas dicas:

– A tecnologia pode ser sua grande aliada. Utilize aplicativos de entrega para enviar comida ou algum tipo de assistência ao enlutado

– Se faça presente durante todo o processo de luto, não apenas no velório. Uma simples ligação, mensagem ou videochamada podem mudar o dia da pessoa enlutada

– Deixe-o expressar suas emoções e não minimize a sua dor

– Caso seja um colega de trabalho, coloque-se à disposição para ajudá-lo em suas funções

– Ofereça auxílio em tarefas cotidianas como levar os filhos do enlutado para a escola, fazer compras, acompanhá-lo ao médico, etc.

Não há uma palavra ou um modo correto de agir diante de uma pessoa que acabou de vivenciar uma perda, pois cada indivíduo é único e reage cada qual a sua maneira. Caso você conheça alguém que esteja passando por essa situação, seja empático, gentil e dê a atenção que ele(a) necessita.

Quer saber mais sobre o velório online? Então, continue acompanhando nosso blog e redes sociais (Facebook, Instagram e Linkedin) e fique por dentro de todas as novidades da Luto Curitiba.

Não perca nossos conteúdos!

Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no print
Compartilhar no email