o-que-e-rh-estrategico

O que é RH estratégico?

O departamento de Recursos Humanos (RH) é conhecido pelo seu caráter operacional e por lidar diariamente com processos burocráticos, como: recrutamento e seleção, folhas de pagamento, desenvolvimento humano, benefícios, cálculos trabalhistas e inúmeras outras funções.

No entanto, empresas que estão à frente do mercado têm investido em uma nova forma de gestão de RH, visando otimizar antigas rotinas organizacionais por meio do capital humano para aprimorar a eficiência do negócio. Quer saber mais sobre esse tema? Continue a leitura e descubra como evoluir seus métodos de trabalho a partir do RH estratégico.

RH operacional x RH estratégico: quais são as principais diferenças?

A princípio, o papel do papel do departamento de Recursos Humanos é o de zelar pelas relações profissionais positivas, sendo um importante canal de comunicação entre companhia e colaborador.

Durante muitos anos o RH era voltado diretamente ao controle, planejamento e execução de funções totalmente operacionais. Seu foco era gerenciar as relações trabalhistas e os gastos de forma tradicional. Além disso, o relacionamento entre líder e liderado era padronizado e não havia muito diálogo entre as partes.

Contudo, a digitalização de processos, aliada à constante evolução do mercado corporativo, provocou uma importante mudança de mindset nas organizações, substituindo o RH operacional pelo RH estratégico. Essa transição faz com que a equipe opere em conjunto com outras áreas – como marketing e financeiro –, integrando os processos burocráticos ao dia a dia do negócio.

Confira abaixo as principais diferenças entre os dois modelos de RH:

Operacional:

– Foco em trâmites administrativos, legais e operacionais

– Gerenciamento formal das relações trabalhistas

– Profissionais organizados e perfeccionistas

– Principais atividades: contratação e desligamento, gestão de folha de pagamento e comunicação formal

– Não é adepto à digitalização e ainda utiliza planilhas e arquivos manuais

Hierarquia vertical no relacionamento

Estratégico:

– Foco em desenvolver projetos visando otimização de desempenho

– Tem uma visão estratégica e integrada do negócio

– Profissionais proativos, ágeis e integrados às demais áreas

– Principais atividades: seleção e retenção de talentos, avaliação de performance dos colaboradores, acompanhamento contínuo e engajamento de equipes

– Enxerga a tecnologia como aliada: trabalha com processos digitais, por meio da utilização de sistemas de gestão (HCM) e softwares que otimizam o tempo

Hierarquia horizontal na comunicação

É importante destacar que as atividades realizadas pelo RH tradicional não deixaram de existir. As rotinas de trabalho apenas foram automatizadas para que os gestores tenham tempo hábil para concentrar-se em direção aos objetivos do setor e da corporação como um todo, acompanhando as mudanças do mercado e desenvolvendo uma equipe alinhada com a cultura organizacional.

Leia mais: Qual é a importância dos benefícios corporativos para a sua empresa?

Como tornar seu RH estratégico?

Mais do que digitalizar processos, uma das principais missões do RH estratégico é o desenvolvimento de políticas e ferramentas com foco na gestão de pessoas, como também a promoção de um clima organizacional agradável. Por isso, o investimento em tecnologias de ponta para otimização dos processos pode não ter o retorno desejado, caso a companhia continue voltada apenas a parte burocrática.

Veja abaixo 5 passos para aperfeiçoar a área de Recursos Humanos:

  • Conheça o cenário da organização

A realização de um diagnóstico corporativo é fundamental para a identificação de possíveis problemas. Após a análise completa da atual situação, a empresa deve se planejar para a definir metas que vão de encontro com sua missão, visão e valores.  Portanto, insira neste planejamento todas as ações que contribuirão para o alcance desses objetivos.

  • Identifique as necessidades do departamento

O que está faltando para que seu RH se torne mais estratégico? Integração com os demais setores? Incentivo e capacitação da equipe? Comunicação? Modernização da área? Esses são alguns pontos que podem ser repensados na hora de otimizá-lo.

  • Acompanhe os resultados

Não há organização que consiga se desenvolver quando não há mecanismos para mensurar as ações a curto, médio e longo prazo. Um RH estratégico é totalmente voltado à análise de dados e atento às decisões tomadas por toda a equipe. Ou seja, esse acompanhamento determina o que pode ou não estar funcionando na companhia.

A partir de Indicadores-chave de Performance (KPIs), é possível medir os resultados e conectá-los aos objetivos do negócio. Confira alguns exemplos:

  • Percentual de lucratividade
  • Nível de crescimento
  • Turnover
  • Ticket médio
  • Eficiência
  • Taxas de conversão
  • Produtividade

Saiba mais: por que você deve prestar atenção à taxa de retenção da sua equipe?

  • Invista em capacitação

Para que a organização alcance suas metas e tenha um retorno financeiro positivo, é imprescindível o investimento em capital humano. Por meio de análises de desempenho e perfil, os gestores de RH têm a possibilidade de avaliar a necessidade de treinamento da equipe e oferecer oportunidades de desenvolvimento que estejam alinhadas com seus propósitos.

  • Comunique-se melhor

O investimento em comunicação interna é crucial para que as informações sejam repassadas de maneira uniforme para toda a empresa. Desse modo, quando há constância entre o RH e os demais departamentos, os processos se tornam mais ágeis e transparentes. Por consequência, fortalece a cultura organizacional, minimiza possíveis ruídos e contribui para o aumento da produtividade.

Como a digitalização tem impactado o setor de RH?

Os recursos tecnológicos são grandes aliados dos negócios, principalmente no que diz respeito a otimização e desburocratização de tarefas. Ao longo dos anos, pilhas e mais pilhas de arquivos foram sendo substituídas por softwares automatizados, garantindo mais agilidade, precisão e segurança na gestão das informações.

Assim como as demais áreas, o setor de Recursos Humanos também tem desfrutado das vantagens da transformação digital, a fim de ter uma visão menos subjetiva e mais estratégica.

Confira alguns exemplos:

Inteligência Artificial – utilizado para automatização desde a etapa de recrutamento e seleção até o controle da biometria por ponto eletrônico;

Big Datacom essa ferramenta, é possível organizar e armazenar uma grande quantidade de informações em um só lugar;

People Analyticsrealiza o mapeamento técnico e comportamental dos funcionários, bem como, de candidatos a vagas de emprego;

SaaS conhecido como armazenamento na nuvem, esse sistema funciona totalmente online e proporciona maior acessibilidades aos dados;

E-learning – plataforma utilizada para a realização de cursos e treinamentos online;

Sistema integrado de gestão de pessoas (HCM) – as planilhas de Excel e formulários já estão obsoletos. Hoje, o HCM é o principal responsável por integrar todas as informações da empresa em uma única ferramenta.

A Luto Curitiba é um modelo de companhia que já faz uso de ferramentas que facilitam o dia a dia do RH. Softwares de recrutamento e seleção digital, solução de Inteligência Artificial para análise de perfis, plataforma de engajamento de colaboradores e educação corporativa já fazem parte da rotina da equipe e do desenvolvimento dos profissionais.

Benefícios do RH estratégico

Se você chegou até aqui, provavelmente já entendeu as principais diferenças entre o RH estratégico e o tradicional. Mas, afinal, quais são as reais vantagens de incorporar o novo modelo a sua organização?

Destacamos algumas vantagens que você e sua equipe podem obter com essa modificação:

Diminuição do índice de rotatividade de pessoal

– Fortalecimento do clima organizacional

– Desenvolvimento de equipes de alta performance

– Mais eficiência no recrutamento e seleção

Redução de custos

– Otimização dos processos

– Tomadas de decisão assertivas

– Comunicação integrada

– Estabelecimento de um fit cultural

Por outro lado, também há desafios na implementação desse novo modelo de gestão. Muitos profissionais não possuem objetivos bem definidos para a criação de um planejamento estratégico, além da falta de acesso às novas tecnologias. Dessa maneira, é fundamental que essa transição ocorra pouco a pouco, à medida que o RH vai reestruturando o seu cotidiano de trabalho e se adaptando ao novo cenário.

Saiba qual é o primeiro passo para reestruturar seu RH

A oferta de benefícios aos colaboradores é uma das estratégias para melhorar o nível de satisfação individual e coletivo.

Pesando nisso, a Luto Curitiba possui o Plano Funeral Empresarial a partir de R$ 4,50 por vida inclusa. Esse benefício pode ser contratado por sua organização e não conta com carência ou limite de idade. Seu funcionário também pode indicar cônjuges, filhos, pais ou sogros, assegurando a proteção emocional e financeira em um momento de vulnerabilidade. Clique aqui e conheça a proposta.

Não perca nossos conteúdos!

Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.

Compartilhe